quarta-feira, 29 de junho de 2011

Dia de São Pedro - o último Santo Popular


Martírio de São Pedro, um pescador que chegou a papa (Caravaggio)



Junho é o mês dos santos populares, Santo António a 13, Lisboa; São João Baptista a 24, muitos concelhos de Portugal como Porto, Angra do Heroísmo e Horta; e por fim São Pedro no dia 29, Ribeira Grande e Barreiro, mas este concelho celebra o feriado na véspera, dia de elevação a cidade.

Apesar de serem dias comemorativos de santos cristãos, na verdade a força destas festas populares radica na tradição pagã associada ao solstício de Verão. As fogueiras e crenças semi-mágicas da noite de São João não passam de relíquias desses tempos e religiões onde as estações tinham um papel importantíssimo nas festividades.

Curiosamente, São Paulo, que também se celebra a 29 de Junho, passa esquecido neste pacote de santo popular, talvez porque para fugir ao populismo a igreja Católica celebre mais intensamente a sua conversão a 25 de Janeiro.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Recordando Guilhermina Suggia



Hoje, na data do nascimento da maior violoncelista que Portugal deu ao mundo e uma das melhores de todos os tempos da história da música, apresento uma das poucas gravações que existem desta mulher, que além da sua qualidade reconhecida globalmente, teve ainda de afrontar os preconceitos do seu tempo para optar por um instrumento praticamente vedado a senhoras.
Para saber um pouco mais desta grande mulher que honra a cultura de Portugal e a cidade do Porto consultar aqui

sábado, 25 de junho de 2011

SÃO PEDRO DA BOCA DA RIBEIRA 2011

Apesar do tempo não estar tão solarengo como na foto, começam hoje à noite as festas de São Pedro no Porto da Boca da Ribeira da Ribeirinha, com os tradicionais bailes populares.
Amanhã, além do programa religioso, há em paralelo o tradicional churrasco em benefício da filarmónica, convívio, provas de bicicleta e quiçá, se o tempo se lembrar da estação em que nos encontramos, banhos nestas águas azuis, agora que as obras deste Verão já estão concluídas.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Faial visto de São Jorge

(clique nas fotos para as ampliar)

Há dias mostrei aqui a ilha de São Jorge visto da Ponta da Ribeirinha no Faial, hoje a perspectiva é a oposta... em primeiro plano em baixo a vila de Velas

O Faial visto de São Jorge e para olho treinado lá está a Ponta da Ribeirinha, por curiosidade praticamente a meio da ilha ao fundo, a perspectiva não permite ao olho humano se aperceber que na metade à esquerda a costa é quase Sul-Norte e a partir de então inflecte para Oeste. O branco predominante da cidade da Horta observa-se quase no extremo esquerda da imagem.

terça-feira, 21 de junho de 2011

São Jorge - Uma relação a manter

Foi em torno da igreja de Santa Bárbara das Manadas, classificada de património nacional, que nasceu a minha relação com São Jorge, era eu ainda uma criança de escola, desde então o meu encanto por esta ilha nunca mais me deixou...

As minhas relações estenderam-se no início por toda a freguesia e depois alastraram-se desde a Ponta dos Rosais à Pontinha do Topo, desde então ficaram-me recordações de excelentes para não mais esquecer e a ligação foi sempre crescendo.


Hoje voltei a esta ilha e, pela primeira vez, mais para cortar algumas ligações do que para recordar, mas uma certeza fica: terei sempre uma relação viva com São Jorge e esta ilha nunca deixará de ser uma das minhas terras predilectas...

sábado, 18 de junho de 2011

SARAMAGO, um ano depois da morte: uma Homenagem

Saramago por Bottelho, imagem daqui

José Saramago morreu faz hoje um ano, já muito se disse sobre o único escritor laureado de língua portuguesa laureado com o Prémio Nobel da Literatura e as suas polémicas, o que penso dele registei-o neste post no dia da sua morte.
Hoje a minha homenagem limita-se a recordá-lo neste blogue e a começar a ler mais um livro da sua vasta obra: "As Intermitências da Morte", aliás, penso que lê-lo é a melhor forma de o honrar.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Paisagens da Ribeirinha 4 - o velho e o novo Farol

A terminar a série sobre as paisagens desfrutadas na Pontinha com fotos tiradas este ano, fica um novo ângulo (mais deprimente) do imóvel que foi o orgulho da Ribeirinha e é o seu símbolo central do brasão da freguesia, é o que resta hoje da sua destruição pelo sismo de 9 de Julho de 1998...
Infelizmente, o farol da Ribeirinha está presentemente limitado àquele mastro encimado por um lâmpada alimentada por um painel solar...
Moderno... sem dúvida!
Ecológico... com certeza!
...Mas sem a beleza e o fascínio dos outros tempos!

o que para um Ribeirinhense dói!...

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Espírito Santo no Império Amarelo da Ribeirinha 2011

Além da expressão de religiosidade, a festa do Espírito Santo continua a ser a maior tradição Açoriana. É tal a sua intensidade que alguns pretendem mesmo levá-la a Património Imaterial da Humanidade e hoje, segunda-feira de Pentecostes é o Dia da Região Autónoma dos Açores, outra forma de evidenciar politicamente a importância destas celebrações na identidade Açoriana.

Importa salientar que mesmo em terras pequenas, esta expressão de iniciativa popular continua bem viva e tem sido a hierarquia da Igreja a seguir o povo, sem comprometer o seu credo, e não o motor desta devoção que parte do coração dos leigos mais ou menos unidos ao corpo do catolicismo.

Na Ribeirinha, o Império Amarelo continua vivo e as Coroações dão sinal de vigor e todos os anos há jovens a aderir à irmandade... este ano não foi excepção. Prova de vitalidade cultural e de Fé.

domingo, 12 de junho de 2011

Espírito Santo a festa dos Açores

As coroas das irmandades do lugar da Ribeirinha

Hoje, 50 dias após a Páscoa, é Domingo de Pentecostes, o dia da celebração da festa mais importante e abrangente da cultura tradicional dos Açores que se estende por todas as ilhas e diáspora Açoriana, desde Lisboa ao Canadá, descendo até ao Brasil e sem esquecer as marcas que deixou no longínquo Havai.
Ao longo dos anos Geocrusoe tem explicado esta tradição, desde a simbologia da Coroa, ao Estandarte, às sopas, aos impérios e muito mais, tudo a coberto da etiqueta Espírito Santo.
Esta é a festa Açoriana que une o temor pelas forças da natureza à fé na protecção do Divino, onde a crença, as lendas e a ciência se cruzam e talvez por isso a Geologia seja uma ciência tão respeitada nestas ilhas.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

10 de Junho - Dia de Portugal



Portugal... por Fénix infinitamente amado
Cujo Amor em pacto selado
O poder de renascer recebeu
e de todos os males renasceu


Portugal a quantas vezes esmagado
Outras tantas te levantaste
Se te encontras caído
Conseguirás ficar reerguido

terça-feira, 7 de junho de 2011

ÓPERA - ÁRIAS FAMOSAS EM CONTRASTE 2 - Dueto Don Pasquale

Dando sequência à série aqui iniciada, hoje não com uma ária (uma canção a solo dentro de ópera) mas com um dueto (duas vozes como que em desafio) de grande virtuosismo numa das óperas mais divertidas deste género de arte "Don Pasquale", onde um velho procura uma jovem para casar. Foi a primeira obra no género a que assisti na Europa e fui surpreendido por estes senhores em Londres. A partir do 2'30s começa o desafio e repetem a brincadeira com sucesso.



Aqui o dueto começa mais cedo e a obra extravasa o palco, a interpretação e o canto é um pouco diferente, mas uma ópera quando é levada à cena não é uma repetição do género inicial, há a capacidade dos actores misturada com a qualidade dos cantores, a imaginação dos encenadores e os dotes da orquestra.



Cabe a cada um dizer qual das versões gosta mais... o divertimento nesta ópera é garantido.

domingo, 5 de junho de 2011

5 de Junho: DIA MUNDIAL DO AMBIENTE

Poderia ter sido outro assunto, mas neste Dia Mundial do Ambiente seleccionei um tema: "A praga do plástico"

Primeiro um vídeo chocante, mas elucidativo, para reflectir sobre o assunto:



Depois a divulgação da ligação na internet (infelizmente só conheço a versão em inglês) para uma consulta pública elaborada pela Comissão Europeia para estudar uma metodologia da União implementar medidas para reduzir o problema.

Se domina o inglês e é cidadão de um Estado-membro da União Europeia, participe na Consulta Pública: Opções para reduzir o uso do plástico.

É verdade, problemas ambientais há muitos, mas Terra só há uma e neste momento é a única casa que a Humanidade tem para viver...

Bom Ambiente para todos.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Paisagens da Ribeirinha 3 - Graciosa

Graciosa no horizonte - clique para ampliar

Talvez seja a ilha menos falada neste blog e a mais distante das observáveis do Faial, mas a Graciosa continua ali exposta defronte da Pontinha da Ribeirinha nos dias de bom tempo e é sem dúvida tão graciosa quanto o seu nome, pena que eu já não vá lá há muitos anos... talvez um dia tenha a possibilidade de lá voltar.