quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

A boneca de Kokoschka - Afonso Cruz


"A Boneca de Kokoschka" de Afonso Cruz, uma das obras vencedoras do Prémio de Literatura da União Europeia para o ano de 2012, é um daqueles exemplos que mostra que a atual arte literária que se produz em Portugal está viva, é original e altamente recomendável.
O autor cria uma trama que envolve um romance com personagens do próprio romance e sobreviventes aos bombardeamentos de Dresden que por sua vez, diretamente ou indiretamente, se cruzaram com a boneca que o pintor Kokoschka mandou esculpir para representar o corpo da sua amada Alma Mahler, paixão cuja relação ela rejeitara alimentar e ocorrida já depois da morte do importante compositor Gustav Mahler.
Estórias dentro da estória, misturando realidade e ficção, numa escrita fria, introspetiva, absurda, crítica, irónica e sentimental que mostra a capacidade técnica do escritor e a versatilidade da língua portuguesa que tanto pode lembrar Gonçalo M Tavares ou Kafka e sem deixar de ser um original Afonso Cruz.
Um excelente romance onde é bom perdermo-nos na sua teia labiríntica e deixarmo-nos conduzir pela mão do escritor que inteligentemente brinca e nos leva à saída. Uma pequena obra que gostei muito.

1 comentário:

Pedrita disse...

fiquei muito curiosa. o nome é interessante, a capa é linda. anotado. beijos, pedrita