sexta-feira, 17 de maio de 2013

Os livros de devoraram o meu Pai - Afonso Cruz

Vivaldo Bonfim viciado em leitura perde-se no interior de um livro de H G Wells para nunca mais se encontrar no mundo "real" quando o seu filho era ainda criança, até que um dia a este é oferecida a biblioteca do Pai. Estão então criadas as condições para a busca do progenitor na escrita vertiginosa, irónica, subtil, crítica e profundamente introspetiva de Afonso Cruz que mistura a vida "real" do protagonista e os encontros deste com importantes personagens da literatura mundial.
Afinal o mundo real não é muito diferente do ficcionado, até por que crimes e castigos todos somos capazes de cometer, muitos buscam a inocência imaginada no comportamento animal e acalmar as nossas culpas e preocupações.
Um livro que pode parecer juvenil, mas que deixa profundas pistas para reflexão aos mais adultos, de pequena dimensão, permite uma leitura rápida como um aperitivo literário para se conhecer Afonso Cruz.

3 comentários:

Pedrita disse...

fiquei curiosa. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

Recomendo qualquer obra de Afonso Cruz, um escritor contemporâneo que mostra a versatilidade da língua e a genialidade de misturar factos reais com fictícios de uma forma muito original.

Pedrita disse...

anotado. fiz uma pequena lista de livros brasileiros que talvez vc ache por aí. infelizmente esse pouco intercâmbio de cultura de países de mesmo idioma sempre me entristece.